/sancti/ - Religião e Teologia

Deus Vult
Name
Email
Subject
Comment
File
Password (For file deletion.)

File: 1540238607686.png (144 B, 267x189, caralho.png)

 No.42

Algum anão poderia avaliar um discurso que escrevi acerca da existência de Deus?

 No.43

Sim.

 No.44

>>43
Eu acabei postando no 55chan, mas os anões de lá… Aqui está o link: https://anonfile.com/O7409ajfb4/Necessidade_Existencial_docx

 No.45

>>44
Você escreveu tudo isso?
Irei ler mais tarde, e caso seja de sua autoria, irei ater-me a cada ponto e refutarei tudo apenas pelo progresso do argumento, para torna-lo mais forte.

 No.49

>>45
Li literalmente quatro linhas e gostaria que você ao menos me respondesse algo, pois não conseguirei dar continuidade sem isso.
Não há no texto a palavra "essência", ela como conceito é empregada de outro modo ou simplesmente inexiste?

Uma outra coisa, a qualidade dos diálogos é muito ruim, é uma grande merda na verdade. Você basicamente está inconscientemente copiando o estilo dos comentários dos anais de primavera e outono, mas de uma maneira absurdamente infeliz, travestida de dialogo socrático.
Eu verdadeiramente recomendo que você pare de construir textos dessa maneira, escolha por imitar o estilo do Gongyangzhuan, pois este é o que melhor se adequara a suas capacidades, elevando-as completamente.

>aiin o que é xinglingzong

Se vira aí, maluco.

 No.50

>>49
>Irei ler mais tarde, e caso seja de sua autoria, irei ater-me a cada ponto e refutarei tudo apenas pelo progresso do argumento, para torna-lo mais forte.
>Li literalmente quatro linhas e gostaria que você ao menos me respondesse algo, pois não conseguirei dar continuidade sem isso.

De outro modo. Para mim, o conceito de essência é imanente ao do existir, e lá eu exponho o meu conceito de existir. Não estou copiando pois nunca o li, e muito menos meu propósito foi parecer um dialogo socrático.

 No.52

>>50
Porra, você nunca leu nenhum dos diálogos? Que coisa bizarra, talvez tenha sido influenciado por outras obras que imitam os diálogos socráticos; me recuso a aceitar que isso tenha vindo por pura força criativa. No mais, permanece a minha critica, eles mais atrapalham do que ajudam.

>o conceito de essência é imanente ao do existir

Essa frase não significa muita coisa. Quero saber se a "existência", como usada para vários existentes, é meramente uma construção mental ou algo possuído de realidade. Se você, dando um aparente primado da existência, sustenta que não podemos realmente entender nada que não podemos deduzir ou construir (leia-se essência). E mais, quero saber se o existente pode ser deduzido e conceituado, caso não seja (ressoando com a posição anterior) gostaria de saber se ele é necessariamente único, isso é, se a existência é a única realidade? Se for, isso acaba fazendo com que o conhecimento teórico dela seja inadequado, nunca sendo capturada pela mente, que só pode compreender essências e conceitos gerais.
Quando você fala que ela é algo imanente ao do existir, me dá a impressão de que essências não existem por si só, mas só surgem em nossas mentes pelas/das formas particulares ou modos de existência e, portanto, são fenômenos mentais. Sendo a mente incapaz de captar a realidade objetiva da existência, isso reflete de tal forma nas ultimas linhas do discurso e na posição misteriosa de Deus no argumento (que eu não terminei de ler, só dei uma olhada superficial).
>e lá eu exponho o meu conceito de existir
E essa frase já me dá uma luz, pois assim já sei que você não é um existencialista, ao menos por inicio, já que o conceito de existência não deveria ser muito definível neste modelo.

 No.53

>>52
Eu não afirmei isto. Sim, eu já li, mas todo o meu posicionamento foi desenvolvido antes de lê-lo. Você fez muitas perguntas, o que posso responder é que lá eu exponho que o existir é a necessidade da exerção de um propósito existencial necessário para a realidade. Obviamente, a existência não é um fator existente apenas na mente. "mente incapaz de captar a realidade objetiva da existência" Eu nunca afirmei isto. Eu determino o conceito de essência como incorreto, pelo fato que já mencionei.

 No.54

>>53
Disse e não disse nada!
>Eu não afirmei isto. Sim, eu já li, mas
Você leu ou não leu? E foda-se o seu posicionamento, o ponto era o modo de exposição, não o que era exposto, Platão obviamente não inventou tal modo, pois este já era visto na literatura suméria, mas é nele que comumente encontramos contato.
>Você fez muitas perguntas
Na verdade eu não fiz, fiz uma pergunta, e era a mesma da outra reply. Todo o resto é apenas previsão de~ou~e posições necessárias oriundas de três possibilidades. Pergunta essa que você ainda não me respondeu.
>o existir é a necessidade da exerção de um propósito existencial necessário para a realidade
Isso soa como um peido para mim, eu sinto muito.
>Obviamente, a existência não é um fator existente apenas na mente. "mente incapaz de captar a realidade objetiva da existência" Eu nunca afirmei isto.
É uma consequência do primado da existência; no mais, você implicou nisso bem aqui:
>>>certamente Deus não possui um princípio existencial, pois ele é o próprio existir, logo, ele é princípio, propósito e necessidade existencial.
Por igualar Deus ao conceito de existência, define-se "Deus" por "Existência" e Existência" por "Deus". Acabando por não definir nem um e nem outro, por razão de ser um conceito de chão, do qual nenhum outro conceito pode possuir significado sem, este que nos chega intuitivamente e imediatamente, sem intermediários e sem composições; você o intensifica dizendo que este é princípio, propósito e necessidade, seja lá o que isso significa.
Você pode negar isso respondendo minha pergunta, há o emprego do conceito de essência de outro modo ou ele simplesmente inexiste? Se inexiste, tudo bem, se existe, qual é?

 No.55

>>53
>Eu determino o conceito de essência como incorreto, pelo fato que já mencionei.
Você nem ao menos me apresentou ele, o que diabos?! Tá me negando algo que eu nem tive acesso ainda? Eu acho que você não deveria escrever nada do tipo até ser capaz de conseguir ler.

 No.56

deus ou dyaus é jupiter. rasgue todas essas baboseiras e vai estudar arqueologia, astronomia e religião comparada.

 No.57

>>54
Não apresentei ele, pois ele não existe. Eu não acredito em "Deus", o diálogo se refere ao seu conceito. Você leu que "DEUS NÃO PODE SER COMPREENDIDO"? ou leu apenas a primeira página e está até agora fazendo perguntas que são respondidas nas demais?

 No.58

>>54
>Porra, você nunca leu nenhum dos diálogos?
>Eu não afirmei isto. Sim, eu já li
>Eu acho que você não deveria escrever nada do tipo até ser capaz de conseguir ler.

 No.59

>>57
Como eu disse, parece que você tem sérias dificuldades na hora de ler o que os outros escrevem.
>Não apresentei ele, pois ele não existe.
Ele o quê? Porra, estou falando do conceito de essência, não de Deus, caralho! Já está afarfalhando meus jeremias, filho da puta! E não me venha falar que você desconhece tal, pois você mesmo disse que ele era hurr durr imanente ao do existir, seja lá que merda isso signifique nessa sua cabeça vazia.
>Você leu que "DEUS NÃO PODE SER COMPREENDIDO"?
Então, arrombado do caralho, eu literalmente reforcei isso duas vezes, mas você é burro demais para notar isso. Quer que eu quote também?
>aiin tem que ler as outras paginas
CARALHO, EU ESTOU PERGUNTANDO JUSTAMENTE POR NÃO TER VISTO VOCÊ UTILIZANDO O TERMO QUANDO DEVERIA, QUE É LOGO NA TERCEIRA QUESTÃO! CONTINUEI LENDO E ELE SIMPLESMENTE NÃO DÁ AS CARAS!
E VOCÊ AINDA NÃO RESPONDEU, SERÁ QUE EU TEREI QUE FAZER A PERGUNTA PELA QUARTA VEZ, CARALHO?!

Ou você responde feito gente ou eu desisto.

 No.60

>>56
Deus não tem nome.

 No.61

>>59
E eu estou me referindo ao quê? Macaco burro. Eu já afirmei "Eu determino o conceito de essência como incorreto", logo, ele não "existe", e sim o que equivale a ele. Você é um belo animal.

 No.62

File: 1540598027367.jpg (155.21 KB, 576x634, skeleton_YHWH.jpg)

o deus judaico cristão TEM NOME SIM, chama-se YHVH e foi criado a nossa imagem e semelhança igualzinho a maioria dos outros deuses https://pt.wikipedia.org/wiki/YHWH

 No.63

>>60
na verdade o deus judaico cristão tem VÁRIOS NOMES, uma clara influência do sincretismo religioso durante a sua criação, ou seja, o nome de deus varia bastante conforme a época, a lingua e o local https://pt.wikipedia.org/wiki/Nomes_de_Deus

 No.64

>>61
Por dizer que algo é imanente, o algo existe! Cacete, você é simplesmente burro demais. Apenas pare de querer se aventurar em coisas que desconhece.
Você demonstrou não apenas ser incapaz de ler, mas de organizar os próprios pensamentos.

Vai tomar no cu.

 No.65

>>64
>conceito de essência
>CONCEITO
>conceito de essência como incorreto, pelo fato que já mencionei
>CONCEITO INCORRETO

Macaco infeliz.

 No.66

>>65
>hurr o conceito é incorreto
>sequer apresentei ele

>durr ele é imanente

>uma postagem depois diz que não existe

Vai tomar no cu, desonesto do caralho.
Não vou perder mais tempo com você, criança de merda.



[Return][Go to top] [Catalog] [Post a Reply]
Delete Post [ ]